Dr. Adaias Vieira maio 3, 2016 Nenhum comentário

Este segue sendo um excelente lema para a medicina moderna.

Cientistas britânicos publicaram um estudo na edição de natal do “british journal of medicine” demonstrando que de fato comer 1 maça por dia especialmente quem tem mais de 50 anos pode ser tão eficaz na prevenção de problemas cardiovasculares quanto o uso regular de estatinas (drogas para baixar o colesterol).

No reino unido estima-se que cerca de 17,5 milhões de pessoas que não tomam estatinas poderiam estar recebendo o medicamento se todas elas estivessem medicadas, revela o trabalho que cerca de 9.400 mortes por infarto ou derrame poderiam ser evitadas, no entanto se em vez de medicar estas pessoas fosse oferecida uma maça por dia a 70% da população de 50 anos ou mais (aproximadamente 22 milhões de pessoas), o número de mortes por problemas cardiovasculares evitadas seria similar: 8.500.

Suco não serve já que a pectina e os polifenóis (antioxidantes) presentes sobretudo na casca da maça são responsáveis pela melhoria do metabolismo do colesterol e, ainda reduzem a produção de moléculas inflamatórias relacionadas ao risco cardíaco.

Optar pela maça no lugar do remédio a partir dos 50 anos poderia ainda evitar diferentes tipos de efeitos secundários e problemas relacionados ao uso continuo dos medicamentos, como transtornos musculares e diabetes. A única restrição seria para os diabéticos, que devem ter uma ingestão mais controlada de açúcar.

As maças são ricas em antioxidantes por isso tem um papel semelhante ao das estatinas no equilíbrio lipídico do organismo. Todas as frutas trazem grandes benefícios para saúde por conta dos nutrientes, vitaminas, minerais e fibras mas dentre todas as frutas a maça talvez seja a mais interessante para ser consumida diariamente. Não tem muitas calorias, dá saciedade e têm todas essas propriedades.

Dr. Adaias Vieira