Dr. Adaias Vieira maio 3, 2016 Nenhum comentário

É cada vez mais frequente o aparecimento de complicações, causadas por injeções de preenchedores na face. Necroses, granulomas ou até endurecimentos, causados por injeções em planos errados ou reações do tipo alérgicas na área onde o produto foi aplicado.

É quase impossível a retirada destes produtos, já que eles se misturam ao tecido e a tentativa de retirada pode se constituir em um desastre ainda maior já que na face temos vários ramos do nervo facial, o que pode levar a paralisia da área inervada.

Seja por inabilidade ou imperícia de quem aplica, seja por reações ao produto, o certo é que cada vez mais vemos aparecer no consultório verdadeiras aberrações. Aplicações de grandes volumes podem levar à necrose da área ou a distorções estéticas, com tumorações (caroços etc.).

Qualquer procedimento estético na face deve ser analisado com muito cuidado já que os erros são impossíveis de disfarçar.

Primeiro e mais importante é fazer um diagnóstico correto sobre as alterações que estão ocorrendo na face.

Com o envelhecimento há perda da tonicidade muscular e como os músculos da face são cuticulares, ou seja, se ligam à pele, existe uma queda de toda a estrutura da face. A pele sofrendo as alterações causadas pelo tempo (exposição solar etc.) e alterações hormonais terá flacidez e rugas que serão maiores ou menores dependendo de cada pessoa. Com a queda da estrutura da face e o aumento da flacidez, automaticamente haverá acentuação dos sulcos.

Injetar substancia com o intuito de preenchimento do sulco nasogeniano, por exemplo, pode ser um grande erro já que não há um vazio a ser preenchido e sim uma queda do terço médio da face causada pelo envelhecimento, o que leva a uma acentuação do sulco. A injeção de substancias com o objetivo de preenchimento deste sulco pode ter como resultado final, o aparecimento de cordões inestéticos ou endurecimento do sulco, comprometendo a estética da face.

A correção do sulco nasogeniano passa por reposicionar a estrutura da face e para isto o ideal e mais correto é um Lifting facial, realizado por um cirurgião plástico.

Injeção de substancias para repor a gordura malar (maçãs do rosto), aumentar o angulo da mandíbula ou os lábios também podem também levar a complicações caso o médico não saiba avaliar a quantidade a ser injetada e se não levar em conta uma possível reação do local.

Dr. Adaias Vieira